5 razões para acreditar que Garotinho não será eleito (ou “A esperança é a última que morre”)

Candidatos_governorj

Há dez meses escrevi aqui nesse blog o post “Apertem os cintos: Garotinho ressurgiu”, sobre a provável volta do fenômeno Garotinho. Agora, com as pesquisas apontando que um em cada cinco eleitores fluminenses pretende votar no little boy, escrevo as cinco razões para acreditar que ele NÃO será eleito.


Garotinho tem 44% de rejeição
Graças ao bom Deus, 44% dos eleitores disseram que não votariam em Garotinho de jeito nenhum. Mas seria isso suficiente para contê-lo? Avaliando todas as eleições para governador desde que o modelo atual foi adotado, essa rejeição seria sim um impeditivo.

Em um provável segundo turno, Garotinho precisaria de mais do que 56% dos votos para ser eleito, como aconteceu nas eleições governamentais de 94, 98 e 2006 (respectivamente, o vencedor teve 56%, 58% e 68% dos votos). O candidato precisaria, assim, ter a totalidade dos votos dos que não o rejeitam (o que já é difícil) e ainda ganhar adeptos dentre os que hoje o odeiam (mais difícil ainda).


Pouco tempo de TV

Garotinho tem um tempo de TV bem curto, ainda mais em comparação aos adversários. Enquanto Pezão conta com 11 minutos e Lindbergh com 5, little boy tem apenas dois minutinhos diários na sua telinha ( e Crivella só sessenta segundinhos). Numa eleição como essa, em que a grande maioria vai escolher o candidato por “quem parece menos pior”, aparecer pouco pode pesar.


Pezãaaaaao vai te pegaaaar
O candidato do governador Sérgio Cabral apresentou nos últimos meses uma expressiva evolução. Se na pesquisa de outubro do último ano apenas 6% disseram que votariam no big foot, hoje Pezão já é citado por 15%, tecnicamente empatado com Garotinho. E são boas as chances de Pezão, ao se firmar como “terceira via” depois de Crivella e Garotinho, catalisar os votos dos que rejeitam os dois candidatos de Deus.


Garotinho vem caindo

Na mesma pesquisa de outubro, Garotinho aparecia com 26% das intenções de voto. Hoje, esse percentual é de 21%. Por mais que esse segundo número ainda assuste, ele aponta uma feliz queda do candidato.


Garotinho é mais sujo que pau de galinheiro
Na segunda feira, dia 4/8, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TER-RJ) deferiu a candidatura d e Garotinho. A Procuradoria Regional Eleitoral havia pedido a inelegibilidade dele por 8 anos por mutretas nas Caravanas da Paz que ele organizou no começo do ano. Dessa vez Garotinho escapou, mas é certo que devido ao seu passado sujo há infinitas acusações que ainda podem estourar contra ele nos próximos dois meses – e não custa sonhar que uma delas complique a vida do candidato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s