11 livros para ler antes de morrer: #6 Invencível

Imagem

Quando peguei este livro de umas 500 páginas imaginei que estava me metendo em mais uma biografia furada. Afinal, ele conta a história de Louis Zamperini – de quem eu nunca tinha ouvido falar.

 

A biografia começa contando a sua infância – leve sono do leitor – e a ida às olimpíadas para disputar provas de atletismo. “Hmmm, bacana, o cara foi pras olimpíadas. Até que tem história pra contar”. E eu ainda estava no primeiro quarto do livro. Alguma coisa precisava acontecer pra obra ser tão longa. E aconteceu um monte.

 

Zamperini foi chamado para lutar a segunda guerra mundial pelos EUA contra o Japão. Era da força aérea. Lá pelas tantas… pimba! O avião dele caiu no meio do Pacífico. Sobrevivente, virou náufrago com mais dois amigos, sendo que um faleceu pouco depois. Bebendo água da chuva e comendo pelicanos e tubarões capturados com as próprias mãos (você não leu errado!!) ele sobreviveu até ser resgatado… pelos inimigos japoneses! Ai o que era ruim piorou.

 

O ex-atleta foi para uma prisão solitária de onde ninguém saia vivo. Por alguma razão, não foi executado e o enviaram para outra prisão. Nesta, o responsável pelos presos espancava Zamperini todos os dias, pois o tinha como saco de pancadas preferido. Só sobreviveu porque os japoneses se renderam e todos foram libertados. Entre ser solto e rever a família (que já o dava como morto), Zamperini fez questão de ficar um tempo apenas se recuperando, para que seu físico em frangalhos não assustasse os parentes.

 

Ufa, ai o cara foi feliz para sempre, certo? Claro que não. Como acontece com certa parte dos que voltam da guerra, Zamperini teve sérios problemas com álcool, perdeu todo dinheiro e quase se matou. Achou a cura pela religião e após dar a volta por cima física e financeiramente foi, finalmente, feliz para sempre. E, acredite ou não, está vivo hoje, aos 97 anos!!!

 

Recomendo muito a leitura de “Invencível”. O livro de Laura Hillebrand consegue narrar de forma envolvente essa história incrível. Como em toda biografia boa, a leitura passa voando. De quebra, ainda é uma grande lição para quem acha que suas dificuldades são insuperáveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s