Acabou o dinheiro! Porque as ONGs não conseguem recursos?

A maioria dos projetos sociais precisa muito de dinheiro. Poucos têm uma situação financeira confortável, alguns possuem pequenas reservas e a maioria passa por dificuldades diárias pela falta de recursos.

Porque é tão difícil conseguir dinheiro? Seria culpa só dos doadores e do governo?

A imagem acima ilustra a diferença entre empresas e organizações sociais. As empresas mobilizam recursos e criam processos para que esses recursos se multipliquem (por exemplo: um grupo de jovens junta R$ 30 mil para abrir uma padaria. Aluga um ponto, define produtos, receitas, marca, compra sistemas gerenciais, contrata pessoas, etc. esperando que esse conjunto de processos faça o dinheiro render).

 

Com recursos empregados em processos bem executados (pontos verdes do desenho), as empresas já podem ser lucrativas. Os passos seguintes são a criação de relações entre os funcionários e de uma identidade da marca frente aos consumidores (“Coca-cola – Viva positivamente” ou “Skol – A cerveja que desce redondo”).

 

Já as organizações sociais fazem o caminho oposto. Costumam nascer de ideias comuns (identidades) em torno da qual pessoas criam relações para chegar a um objetivo. O problema é que dificilmente os integrantes criam processos de gestão, sem os quais é muito difícil atingir os tão almejados recursos (param também nos pontos verdes da foto acima). As vezes o projeto é tão apoiado na(s) pessoa(s) que o administra(m) que quando essa(s) pessoa(s) sai(em) ele praticamente morre.

 

Muitos projetos sociais não decolam porque não criam processos – não se organizam – e não conseguem dinheiro. Tão importante quanto o esforço e as intenções das pessoas é a estruturação, que inclui formalização jurídica, definição de foco, atribuição de funções e captação de recursos e prestação de contas impecáveis. A cultura do “todo mundo faz tudo” acaba tirando a credibilidade e praticamente impossibilita doações. Antes de buscar culpados ou reclamar da vida cada projeto deve olhar para si e descobrir se tem condições de receber os recursos que deseja.

 

*A imagem acima foi uma cortesia de Augusto Gutierrez, do HUB-Rio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s