Choro.

Image

                                                                     Foto por: Isabella Nunes

 

Choro. Penso naqueles cujos hospitais não têm cama,

Nas mães perdendo os filhos com um tiro,

Nos que, quando há chuva, têm as casas afundadas em lama,

Nas crianças que, com uma arma na mão, dão um último suspiro.

 

Choro, pois há pessoas que não sabem a própria idade,

Aquelas que, quando nascem, nascem sem certidão.

Choro, pois há pessoas sem pai na identidade,

Só há o nome da mãe no espaço de filiação.

 

Choro quando um pastor diz que homossexualismo tem cura,

Ou quando sei de meninas e mulheres estupradas.

Penso nos moradores de rua levando a vida na amargura,

Choro quando lembro que há crianças sexualmente abusadas.

 

Penso nos meninos e meninas que nas drogas se perdem,

Penso nos bebês que são paridos sem terem colo.

E quem deveria não faz nada, mesmo se eles pedem.

Enquanto isso, penso que por isso choro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s