Das indignações

“Bandido bom é bandido morto.”, “As mulheres ficam vestidas de vadias, como não serão estupradas?”, “Foi só uma brincadeira.”. Querendo, sim, ser radical, comparo todas essas frases ao fato do humor sem limites. Até que ponto as brincadeiras são apenas brincadeiras, até que ponto se pensa no que se diz e se pensa nos outros? O problema das pessoas é pensar demais nelas mesmas, pensar nas consequências que as coisas têm apenas para elas. Ou nem isso. Se fosse assim, pelo menos elas seriam mais cuidadosas. Não compreendo as piadas ofensivas e as brincadeiras violentas. Não vejo graça. Fico extremamente chateada quando as pessoas veem graça.

E a hipocrisia em dizer que quer a igualdade, que quer lutar pelos direitos de um cidadão? Que lutem pela igualdade sim, pelos direitos também, e nessas lutas eu me incluo. Mas que não lutem contra os outros. Que lutem contra si mesmos, contra o que desperta violência e ódio dentro de si, mesmo que passe apenas de uma “brincadeira”. Que olhem nos olhos de quem sofre, sinta o sofrimento da pessoa e batalhe para conseguir mudar o mundo. Mesmo que uma pequena parte dele, nem que seja sua própria casa. Mas que não fale coisas da boca pra fora e que não cometa sérias hipocrisias. Que pensem antes do que vão brincar, zoar, fazer piada. Machismo não é piada. Preconceito não é sacanagem. Bullying não é zoação. Vandalismo não é brincadeira.

De que se vale a consciência com a situação nacional e o meio ambiente, se o que fazem é exatamente o contrário? De que se vale falar em direitos humanos se não se cumprem os deveres? Não é divertido ofender o próximo, nem com os mínimos comentários ou atos engraçadinhos. Realmente gostaria que o que eu digo fizesse alguma diferença às pessoas. Queria ser alguém que faz alguma diferença e que fizesse a cabeça de alguns, mas fazer a cabeça de forma boa e correta. Não estou dizendo que sou alguém completamente correta, senão eu seria hipócrita. Não estou dizendo que não sou hipócrita, acho que de hipocrisia todos nós temos um pouco. Mas procuro ser a pessoa mais correta possível, pensando em mim, mas principalmente nos outros. E fico apenas com a frase que me conforta todos os dias e noites: ainda existem pessoas boas no mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s