5 livros para morrer antes de ler

Por algumas vezes já postamos recomendações de leitura. Agora segue o oposto. Se você der o azar de cruzar com um destes livros, corra, Lola, corra!

 Image

1)      Cinquenta tons de cinza

Me aventurei a ler esse best-seller em outubro do último ano. Sabia que devia ser ruim, mas decidi arriscar. Me surpreendi, afinal ele não é ruim: é horrível!

Na terceira página já havia concluído que era mal escrito, mas fui aguentando por acreditar que alguma hora o enredo ia pegar fogo. Tantas páginas depois, decidi pular os parágrafos diretamente para os diálogos, me agarrando na esperança de que a parte pornográfica fosse um estouro. Lá pela página 100, a garota “ó-meu-deus-estou-apaixonada-por-esse-cara”, conhecida como a personagem principal, perdeu a virgindade e assinou o contrato de submissão sexual com o controlador-perturbado. Começou a pornografia descarada e o livro continuou péssimo.

Na página 150, capitulei. Dei de natal a uma amiga, recomendando-o como excelente porta-copos.

 

2)      Quem mexeu no meu queijo

A revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios publica dicas literárias. Ela dá uma nota a cada livro, usando a seguinte escala: “nossa escala vai de zero a 10, sendo: 0 = Quem mexeu no meu queijo?; 10 = Empresas feitas para vencer”.

Contrariando a recomendação da revista, resolvi encarar o best-seller. Só consegui confirmar a avaliação. “Quem mexeu no meu queijo” confirma os preconceitos de alguns com os livros de autoajuda. Fica repetindo, a partir de uma metáfora com ratinhos, lições de vida irritantes. Além de mal escrito, trata o leitor como um retardado e não consegue dar profundidade às mensagens.

Vá em frente! Não se prenda aos erros! Corra atrás de seus sonhos! Você é bom e tem potencial! Pronto, você não precisa ler o livro. A mensagem está toda ai.

 

3)      Nós queremos que você fique rico

ImageO bilionário investidor americano Warren Buffet diz que um dos problema dos ricos é achar que podem dar conselhos sobre tudo. Só porque o cara deu certo em um ou alguns projetos, e por isso acumulou riqueza, acha-se legitimado para dar dicas sobre casamento, espiritualidade, etc.

Essa presunção é a marca do livro “Nós queremos que você fique rico”. Nele, os milionários americanos Robert Kiyosaki e Donald Trump dão dicas sobre os mais variados assuntos, sempre com uma aura de verdade absoluta.

As opiniões são superficiais e contraditórias. Elas têm em comum a crença ingênua de que o liberalismo e a propensão de cada homem a se tornar o mais rico possível são os remédios para tudo. É um festival de abobrinhas tratadas como opiniões muito relevantes devido à riqueza material dos autores.

 

4)      Sorria, você está na Rocinha

A experiência muito agradável ao ler “Abusado”, de Caco Barcellos, que conta a história do traficante Marcinho VP, me levou a buscar outros livros sobre realidade social/criminalidade. “Sorria, você está na Rocinha” foi comprado com muita expectativa, e lido com muito esforço.

Além de mal escrita, a obra embaralha ficção e realidade numa trama que não anda nunca. Existe pouquíssima discussão sobre a comunidade e muita ênfase ao romance homossexual da trama. Para tentar apimenta-la ainda há um mistério no estilo “A próxima vítima”, mas sem graça nenhuma.

 

5)      Os últimos anos de Marilyn Monroe

Má-que-livro-ruim. Peguei para ler quando não tinha rigorosamente mais nenhum livro em casa. Imaginava que fosse ruim, mas por ser biografia pensei que pudesse termina-lo rapidamente. Não deu.

O livro vai falando, diariamente, das crises de depressão da atriz. Se embrenha por detalhes irrelevantes (como se o assunto fosse relevante) com milhões de personagens igualmente irrelevantes, até que no meio você já não sabe quem é quem, só sabe que a Marilyn está perdida na vida.

Obviamente não consegui terminar de ler a “obra”. Quando minha mãe a pediu emprestada, entendi que era o teste de fogo da biografia. Ela foi reprovada: nem dona Marcia conseguiu dar conta da missão e parou na metade. Tenha medo, muito medo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s