O futuro do ensino superior: #1 Flexibilidade

O tradicional ensino superior que conhecemos configura-se mais ou menos da seguinte forma: um curso específico, que acontece dentro de universidades, tem duração de 4-6 anos e prepara a pessoa para uma carreira específica. Esse é um modelo ultrapassado. No futuro o ensino se dará em diversos ambientes (universidades, escolas técnicas, empresas, plataformas virtuais, etc.), em diferentes formatos que permitam o aprendizado ao longo da vida. Quem já fez uma faculdade e se formou sabe que esses 4-6 anos não são suficientes para tornar alguém em um profissional completo. A tendência é que os cursos sejam presenciais e online e tratarão de várias áreas do conhecimento. O ensino superior do futuro deverá estar mais preocupado em ensinar a pensar do que em transmitir conhecimentos e habilidades específicos.

Uma ideia interessante que já vem sendo aplicada na UFBA é a criação de um ciclo básico comum a vários cursos. Esse é um projeto da Universidade Nova em que o aluno não precisa escolher um curso ao entrar na faculdade, mas sim uma área (Artes, Ciência e Tecnologia, Humanidades ou Saúde). Essas grandes áreas possuem áreas de concentração, a serem definidas pelo aluno. O bacharelado integrado tem a duração de 3 anos e oferece uma formação mais geral e abrangente. Apesar das diversas críticas ao modelo, acredito que seja um passo para o futuro. Quem quiser conhecer mais, acesse: http://www.twiki.ufba.br/twiki/bin/view/UniversidadeNova/WebHome

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s