O OnBus nosso de cada dia

Por Isadora Libório

“No canto de um vagão de fumar de primeira classe, o Juiz Wargrave, recentemente aposentado, percorria com olhar interessado as notícias do Times.”

De repente, o ônibus freia. A inércia me lança para frente, interrompendo minha a leitura de “O Caso dos Dez Negrinhos”, de Agatha Christie. O veículo faz uma daquelas paradas intermináveis, onde dezenas de estudantes entram pela porta de trás, na maior zorra.

O ônibus logo se encheu de gente. Insisti na leitura mais algumas vezes, o que se tornou impossível devido a uma bunda alheia sentada no meu colo (quem já andou de 170 na hora do rancho sabe o que é isso). Sem saída (literalmente) fui obrigada a me render a única forma de entretenimento restante: o OnBus.

Para os que não sabem, OnBus é um serviço de informação digital comum em linhas de ônibus do Rio. Cada vez mais transportes públicos contam com uma tela de LCD fixada no balaústre*, onde passam notícias de última hora (com a manchete sempre cortada ao meio), horóscopos (“Aquário: dia ideal para causar inveja”), fofocas sobre artistas (“Luciana Gimenez exibe novo corte de cabelo! Arrasou!”) e até receitas.

Pois então, caros passageiros.  No OnBus do dia, o “menu” do programa de receitas era o seguinte: Quiche de queijo gruyére* (é assim que escreve?) com noz moscada* e geleia de damasco.

Atenção, atenção! Por favor, legenda! Quem será que seleciona a programação desse tal OnBus? Tudo bem, nem só de feijão com arroz vivemos nós, passageiros dos ônibus. Mas vamos combinar que se queijo gruyére estivesse incluído no meu cardápio diário, eu não estaria espremida, pisoteada, amassada e abafada dentro de um ônibus!

Quem me dera estar saboreando um quiche francês no canto de um vagão de fumar de primeira classe, percorrendo com olhar interessado as notícias do Times. Mas, infelizmente, a realidade é bem menos sofisticada.

A situação me pareceu tão absurda, tão fora de contexto, que comentei com uma moça que sentava ao meu lado o que ela achava da tal receita. Ela me respondeu, rindo: “Esse tal queijo deve ser bom, se não for daqueles que fedem, mas essa nóz moscada aí, sei não, é uma nóz cheia de bicho, é?”

Às gargalhadas, me levantei e comecei a dar uma de repórter.

“O que vocês passageiros realmente gostariam de assistir na tal TV do ônibus?”

“Gostaria de ver anúncios de lojas com preços realmente acessíveis para o Natal” –Anna Luna, estudante.

“Queria ver receitas de feijoada e dobradinha” – Maria do Carmo, personal organizer*.

“Reprise da final do Brasileirão!” – Junior dos Santos, eletricista.

No meio da entrevista, o ônibus chegou à minha rua, e eu tive que descer. Mas meu dia de repórter continua, e a enquete também.

E você, o que gostaria de ver no seu OnBus de cada dia?

Legenda:

Balaústre> seca-suvaco

Queijo gruyére> aquele cheio de bolinha

Nós Moscada> especiaría muito apreciada no período das grandes navegações. Antes era trazida das Índias, hoje pode ser encontrada em qualquer super mercado.

Personal Organizer> faxineira

Anúncios

6 comentários sobre “O OnBus nosso de cada dia

  1. Adorei o desfecho Isa!!
    quando você escreveu “Sem saída (literalmente) fui obrigada a me render a única forma de entretenimento restante: o OnBus.” ia comentar “lógico que nao, tem pessoas ao seu lado, conversemos, brinquemos!”
    otimo o que voce fez! e pra completar, podemos mandar esse texto pra eles- tem uma parte que diz “Dê o seu grito digital” haha, onde eles pedem pra enviar sugest~es, comentários, etc pra eles passarem na programações.

    O email é: voce@onbusdigital.com.br

    vamos mandar??
    beijos !

    1. hahahaha, é verdade!
      Mas se bem que quando o ônibus ta cheio nem da pra falar com ninguém…
      Um saco isso de ter televisão em todo lugar. Eu fico que nem uma boba hipnotizada, não consigo prestar atenção em mais nada. Preferia quando ainda se podia conversar com as pessoas nos restaurantes, bares, onibus sem ter que olhar para a cara do faustão ou de uma poia cozinheira. Anfan… coisas da vida.
      Vamos mandar o e-amil sim!

  2. Viajei no ônibus caxias freguesia 561 e tomei conhecimento do onibus, gostaria de encontrar informações quanto qual a distancia entre os dois pontos: CAXIAS/FREGUESIA em Km , tempo estimado de viajem. Por prof. Vitorino do Irajá/RJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s